Últimas Notícias

04/02/2019

Ano começa com alta de 0,32% na inflação

No primeiro mês de 2019 os preços subiram no Brasil. A inflação oficial brasileira acelerou a alta em janeiro devido à pressão dos preços de alimentos e bebidas, mas ainda permaneceu abaixo do centro de meta do governo em 12 meses, favorecendo a perspectiva de estabilidade dos juros.


O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) registrou alta de 0,32% no mês de janeiro, depois de subir 0,15% em dezembro.

Os dados divulgados dia 8 de fevereiro pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostraram o resultado mais forte em três meses.

Segundo IBGE, o grupo de alimentos e bebida, que equivale a cerca de um quatro das despesas das famílias, cresceu 0,90%. Foram destaques de alta: feijão carioca (+ 19,76%), cebola (+10,21%), frutas (+ 5,45%), leite longa vida (+2,1%), carnes (+ 0,78%). Já o tomate teve queda de 19,46%, apontou o instituto.

Despesas pessoais foi o grupo que exerceu a segunda maior pressão no aumento dos preços de janeiro, com alta de 0,61%. A única queda nos preços aconteceu no grupo vestiário, que caiu 1,15%, e ajudou a conter a inflação de janeiro. A redução foi generalizada, com quedas de 20% em roupas femininas, 1,06% no vestiário infantil e 0,99% nas roupas masculinas.

O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980 e se refere às famílias com rendimento monetário de 1 a 40 salários mínimos (entre R$ 998,00 a R$ 39,9 mil) e abrange 10 regiões metropolitanas.