Últimas Notícias

19/12/2016

81% dos brasileiros pretendem usar 13º salário para quitar dívidas, diz Anefac - Especialistas dizem que é hora de negociar dívidas e virar o ano no azul

É o que revela uma pesquisa anual da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade – ANEFAC, realizada no mês de outubro junto a 1.066 consumidores de todas as classes sociais.


O 13º salário será a salvação de muita gente este ano. Com o cenário econômico cada vez mais apertado, a maioria dos consumidores (o equivalente a 81%), pretende utilizar o 13º salário para o pagamento de dívidas já contraídas. Em relação ao ano passado, houve um aumento de 9,46% no percentual de consumidores com esse objetivo.

Já o percentual daqueles que pretendem usar o dinheiro extra para a compra de presentes caiu de 8% em 2015 para 6% neste ano. Outros 6% pretendem poupar e aplicar parte do 13º salário para fazer frente às despesas de começo do ano. No ano passado, o percentual era de 8%.

É o que revela uma pesquisa anual da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade – ANEFAC, realizada no mês de outubro junto a 1.066 consumidores de todas as classes sociais.

Em relação aos produtos que mais serão consumidos com os recursos do 13º salário estão em primeiro lugar as roupas com 72% das intenções de compra; na sequência, celulares com 66%; eletroeletrônicos e bens diversos, empatados com 61%.

A ANEFAC informou que o aumento dos endividados se deve a redução da atividade econômica, a alta do desemprego, e elevação das taxas de juros e a inflação mais elevada.